"Corona de Lágrimas" é a nova novela do SBT


A emissora de Silvio Santos já definiu a novela mexicana que substituirá "Abismo de Paixão" em suas tardes. Trata-se de "Corona de Lágrimas" ("Coroa de Lágrimas", no Brasil), exibida originalmente entre 2012 e 2013 na faixa das 16h do Las Estrellas.

Curiosamente, a trama de José Alberto Castro havia sido cotada para substituir "Teresa" (também do produtor), mas acabou dando lugar para outra trama inédita de Angelique Boyer, "Abismo de Paixão".

"Corona de Lágrimas" conta a história de Refúgio, uma mãe batalhadora com três filhos que são expulsos de casa e iniciam uma nova vida na cidade do México. Refúgio é interpretada pela atriz renomada Victória Ruffo, famosa por interpretar grandes papeis em novelas como "Simplesmente Maria", "A Madrasta", "Abraça-me Muito Forte", entre outras.

Confira a sinopse da trama:

Quando Refugio e seus três filhos, Patricio, Edmundo e Ignacio são expulsos de sua casa, por azar do destino chegam à cidade do México, onde iniciam uma nova vida.

Dezoito anos depois, já se estabeleceram em um pequeno apartamento em uma zona popular. Ela tem um trabalho modesto, e ainda sofre de graves problemas de visão, não cuida de sua saúde por atender as necessidades de seus filhos. Patricio estuda Direito e sonha com um futuro cômodo e próspero; Edmundo estuda Medicina e é um aluno brilhante porém indisciplinado, e Ignacio só pode terminar a secundária porque trabalha em uma oficina mecânica, pois ajuda sua mãe a pagar os gastos da casa e os estudos de seus irmãos.

Patricio se tornou namorado de Lucero, filha de Julieta, quem os hospedou quando chegaram a cidade, mais ao pouco tempo, a rejeita quando conhece a Olga, uma garota volúvel cuja fortuna a deslumbra, o que o leva a sentir vergonha de sua família e a mentir sobre sua origem, chegando ao extremo de negar a sua mãe. Olga começa a duvidar das mentiras de Patricio, pelo que o espiona e descobre que vive muito modestamente.

Exposto, ele mente de novo dizendo que Refugio foi sua babá, e como sofre de uma doença mental, tem que cuidar dela. Ela o admira pela caridade. Logo, Edmundo começa a cortejar a Lucero, lastimando sem querer a Ignacio, que a amava em segredo; e Refugio tenta em vão fazer que Patricio entenda que com Olga nunca será feliz.

Olga pede a seu pai, o jurista Rómula Ancira, para empregara Patricio em seu escritório jurídico. Como o pai está farto dos caprichos da filha, aceita e logo anuncia seu noivado.

A raiz do casamento, Patricio se distancia totalmente de sua mãe e seus irmãos. Quando Refugio tenta aproximar-se de Olga para recuperar o carinho de seu filho, só recebe humilhações. Isto gerá conflitos com Edmundo e Ignacio. Logo, Patricio descobre que seu pai não é o mesmo dos outros, acusa sua mãe de infiel e exige que não volte a se aproximar.

Em consequência, Refugio cai em uma depressão severa que a leva a perder seu emprego e agrava sua perda da visão. Nem Edmundo nem Ignacio parecem ser capazes de consolá-la, mais se propõem a seguir adiante, o primeiro buscando dinheiro fácil com um negócio ilegal, e o segundo, endividando-se. Edmundo não demora para ser preso e a situação se agrava quando Ignacio vai a Patricio para pedir que defenda diante da Lei e este se nega.

A vida matrimonial de Patricio e Olga é um desastre, e ela chega a ter tanto ciúme de Patricio que, para tentar fazer uma chantagem, se suicida, com o que o mundo de luxo e comodidade de Patricio se desmorona.

Quando o homem que arruinou a vida de Refugio e seus filhos retorna a suas vidas por casualidade, Patricio descobre a verdade de sua origem e os esforços de sua mãe apesar das adversidades. A dor de seus próprios fracassos, venceu a arrogância de Patricio, que roga a Refugio o perdão e aceita defender seu irmão, após do qual se recupera a harmonia familiar.

O drama de Victoria Ruffo alcançou uma das maiores audiências do horário (17.4), ultrapassando as bem-sucedidas "Cuidado con el Ángel" (16.6) e "Un Refugio para el Amor" (17.0).

Por Elias Fernandez